domingo, 29 de julho de 2012

A GERAÇÃO ÍNDIGO


6  Autor: Carlos Alberto Garcez

O fenômeno índigo vem sendo reconhecido como uma das mudanças mais excitantes na natureza humana já documentada. Todas as crianças nascidas neste planeta a partir do ano de 1995, independente da cor da sua aura, pertencem ao que chamamos de geração índigo. Todavia, os índigos de acordo com sua evolução espiritual estarão divididos em duas classes primordiais, os despertos e os dispersos. As crianças índigos estão chegando para ajudar a humanidade na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e das classes sociais a que pertençam. Terão o poder de neutralizar o  governo oculto da Era de aquário. Estas crianças que terão habilidades fora do comum após a sua adolescência, possuem uma inteligência superior à maioria das pessoas da geração adâmica. As novas tecnologias estão atraindo a atenção das crianças cada vez mais cedo. Parece que elas já nascem plugadas, não é mesmo?  


Nas próximas gerações os índigos terão em sua descendência filhos e filhas voltados a espiritualidade e não a religião, ao autoconhecimento, maior contato com a natureza e a preservação do meio ambiente como fonte de vida.  Os índigos até o ano de 2094 farão uma mudança gradual na vida cotidiana, seus costumes, das mentalidades, dos modos de ser, de sentir e de viver. Os índigos despertos entenderão a reencarnação evolucionista, a canalização da energia cósmica, a arte de curar a si mesmo e a preservação da saúde mental, física e espiritual originais. Há no ar uma forte tendência maligna ao materialismo, da força empreendedora submissa, da desinformação, do acelerado processo de desenvolvimento da capacidade criativa, da tecnologia e da ciência. Os índigos despertos (iluminados) começam agora a se identificar e a se comunicar uns com os outros visando despertar o Deus que há em todos nós.



 A humanidade do futuro cuja formação já se iniciou, será radicalmente diferente da raça adâmica em nível fisiológico, emocional, mental e espiritual. Terão a capacidade de recordar. As crianças índigos apresentam um nível muito elevado de consciência. Para educá-las é necessário entendê-las, pensar como elas pensam, prever suas atitudes e comportamentos. Os jovens índigos gostam de vida ao ar livre, de isolar-se, de viver o presente, de fazer viagens de conhecimentos, vestir-se de modo singular, não se apegar a nada, não ter afinidade a tradições religiosas o que considera obsoleto. A Geração índigo só estará consolidada e coexistindo pacificamente na Terra a partir do ano 2133, ou seja, quando não mais haverá espíritos traumáticos da geração Adâmica (4026 a.C - 1994 d.C.), encarnados sobre o planeta Terra.

Direitos autorais de Carlos Alberto Garcez – email: garcez.nz@hotmail.com









Nenhum comentário:

Postar um comentário